Receba nossos conteúdos gratuitamente!

Não te mandaremos spam!
Powered by Rock Convert

Seu e-commerce está preparado para a Economia da Reputação?

Vivemos um momento único nos mercados de consumo. Os modelos e ferramentas que sempre foram utilizados pelas empresas na economia tradicional já dão sinais de ferrugem.

Os economistas sempre trataram mercados “não monetários” (aqueles onde as trocas não são realizadas através de papel-moeda) com um pouco de desdém. O problema é que agora não está dando mais para ignorá-los e a economia da reputação está ocupando um lugar de destaque nos mercados atuais.

Com a expansão da Internet e proliferação das redes sociais, o valor das coisas não é mais construído apenas pelas milionárias campanhas publicitárias que as empresas fazem, mas também pela reputação que os mesmas possuem dentro das mídias sociais. Essa, por sua vez, construída a partir da percepção coletiva que efeito de rede proporciona.

Podemos dizer que esse fenômeno não é novo, pois sempre houveram redes de conhecidos, que através do milenar boca-a-boca, criavam e espalhavam a reputação de produtos e pessoas.

A grande diferença para os tempos atuais é que a Internet potencializou esse comportamento humano. Isso fez com que o inocente boca-a-boca de antigamente se transformasse  no pesadelo dos profissionais de marketing.

Dessa forma, o valor das trocas (indicações, links, twittadas, blogs de recomendação, comunidades de reclamação, etc) na economia da reputação tem se tornado cada vez mais relevante e perceptível para as organizações.

Pesquisa publicada no Valor Econômico, mostrou que mais de 90% dos internautas pesquisam sobre produtos e serviços antes de comprar. Assim, aqueles produtos que tiverem a melhor reputação dentro das mídias sociais saem na frente na concorrência com seus rivais de menor valor no mercado de reputação.

Já está muito claro para todos, consumidores e empresas, que o ambiente de negócios não é mais o mesmo e não adianta ficar indiferente a pressão que a reputação digital tem exercido sobre marcas, produtos, pessoas e tendências. Sendo assim, quem souber aproveitar melhor as oportunidades que este novo cenário está gerando sairá na frente.

Fonte: A ECONOMIA DA REPUTAÇÃO originalmente publicado em http://www.marcelominutti.com.br/blog/a-economia-da-reputacao/

Vivemos um momento único nos mercados de consumo. Os modelos e ferramentas que sempre foram utilizados pelas empresas na economia tradicional já dão sinais de ferrugem. Os economistas sempre trataram mercados “não monetários” (aqueles onde as trocas não são realizadas através de papel-moeda) com um pouco de desdém. O problema é que agora não está dando mais para ignorá-los e a economia […]

E-commerce Brasil 2019: Mercado Crescerá 16%, estima ABCOMM

Saiba o que vai acontecer com o comércio eletrônico nacional nos próximos 12 meses.

Mercado e-commerce Brasil 2019 tem expectativa de crescimento

Como será o e-commerce Brasil 2019? Bem, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), ele será ótimo. Um estudo da instituição estima que este mercado terá um crescimento de dois dígitos neste ano.

Como será o e-commerce Brasil 2019 segundo a ABComm?

De acordo estimativa da ABComm, o mercado e-commerce Brasil 2019 terá:

• 265 milhões de pedidos efetuados

• 16% de crescimento no faturamento em relação ao ano de 2018

• R$ 301,00 de Ticket Médio

• 29% de participação das pequenas e médias empresas nas vendas

• 35% de participação dos marketplaces nas vendas

• 33% das vendas realizadas via smartphones e tablets

Enfim, com este anunciado crescimento, espera-se que as lojas virtuais brasileiras faturem juntas o montante de R$ 79,9 bilhões entre os meses de janeiro e dezembro deste ano.

E-commerce Brasil 2019: o Mappin vem aí

Mercado e-commerce Brasil 2019 poderá contar com a presença da marca Mappin

Mercado e-commerce Brasil 2019 poderá contar com a presença da marca Mappin

No último mês de dezembro, a Época Negócios anunciou que a primeira loja de departamentos offline do Brasil fundada em 1913 com o nome Mappin poderá voltar ao varejo, mas desta vez como loja virtual.

Há anos fora do mercado, a marca Mappin foi adquirida em 2009 pela Marabraz, cujos donos agora pretendem revivê-la. Sob seu logotipo deverão ser comercializados online inicialmente artigos de cama, mesa, banho e decoração.

Tendências para o e-commerce Brasil 2019

Além da chegada da marca Mappin e do crescimento de dois dígitos no faturamento, existem várias tendências para o e-commerce Brasil 2019. Espera-se, por exemplo, para o período:

• Mais chatbots voltados para o atendimento do consumidor

• Mais controle por voz e dessa forma maior uso de smartphones nas compras

• Melhor personalização do consumo via ferramentas de Inteligência Artificial

• Mais soluções de logística vindas de empresas que suprem reveses dos Correios

• Maior integração de lojas offline ao e-commerce com melhora da economia

Então, fique de olho nessas tendências e prepare-se! Caso tenha a intenção de realizar uma implantação de e-commerce, certifique-se de optar por uma plataforma escalável, pois isso lhe dará mais consistência para o crescimento.

Fonte: https://www.agenciaeplus.com.br/e-commerce-brasil-2019-mercado/

Saiba o que vai acontecer com o comércio eletrônico nacional nos próximos 12 meses. Mercado e-commerce Brasil 2019 tem expectativa de crescimento Como será o e-commerce Brasil 2019? Bem, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), ele será ótimo. Um estudo da instituição estima que este mercado terá um crescimento de dois […]

O que é Inbound Marketing?

Inbound marketing, em uma tradução literal para o português poderia ser chamado de ‘marketing de entrada’, mas também tem sido conhecido por alguns como ‘marketing de atração’ ou o ‘novo marketing’.

O Inbound é uma estratégia inovadora que rompe com os antigos conceitos de marketing e traz uma nova visão de trabalho, que se baseia em ganhar o interesse das pessoas e fazer com que seus potenciais clientes te encontrem e te procurem.

O velho marketing, chamado de Outbound marketing, é aquela tática que conhecemos que busca oferecer os seus produtos ou serviços para o público em geral. O Inbound faz exatamente o contrário, seu objetivo é atrair os potenciais clientes até a empresa, fazer com que eles te encontrem, se comunicar com eles, entender suas necessidades, ajudá-los e por fim, encantá-los.

Além disso, o Inbound Marketing busca atrair e conquistar o público alvo e os leads qualificados, ou seja, aqueles que realmente tenham interesse nos serviços que a sua empresa oferece. Ele não realiza ações para o público em geral, como o velho marketing fazia, ele foca seus esforços em atrair as pessoas certas.

O que é Inbound Marketing?

Também tem sido conhecido por alguns como ‘marketing de atração’ 

Como funciona o Inbound marketing?

O Inbound marketing possui como um de seus pilares o marketing de conteúdo, se concentrando na criação e compartilhamento de conteúdo de qualidade para trazer as pessoas certas para a sua empresa. Para isso, é preciso alinhar o conteúdo com os interesses do seu público-alvo, assim você atrai o tráfego de entrada e então, pode converter em leads, fechar negócios e conquistar a fidelidade do cliente.

Em outras palavras, o Inbound marketing é a melhor maneira de transformar estranhos em clientes e promover um negócio. Pois, a sua metodologia é adaptada a atual situação de mercado e aos atuais hábitos de compra dos consumidores.

A metodologia do Inbound marketing

marketing_methodology_portuguese.jpg

A estratégia de Inbound Marketing combina a criação de conteúdo com automação de marketing e possui uma metodologia baseada em quatro ações:

  • Atrair o tráfego de visitantes;
  • Converter visitantes em leads;
  • Fechar leads em clientes;
  • Encantar os clientes para que se tornem promotores da sua marca.

Todas essas etapas são feitas por meio de ações e técnicas integradas (SEO, blog, mídias sociais, e-mail marketing, landing pages, etc), que são monitoradas por uma ferramenta, assim é possível mensurar e analisar os resultados, para que as táticas sejam aprimoradas continuamente.

Ao publicar o conteúdo certo no lugar certo, o marketing torna-se relevante e útil para seus clientes e não interruptivo. Assim, ele ganha a atenção dos potenciais clientes e conduz os consumidores para o seu site, através da geração de um conteúdo que o seu público-alvo considera relevante.

Dessa forma, o Inbound marketing ajuda a consolidar uma marca e capturar mais leads qualificados, além de colaborar para a conversão desses leads, aumentando o número de clientes e mensurando os resultados.

É uma estratégia complexa, focada no público-alvo (persona), planejada e que reúne as melhores ações de marketing para atrair o público certo para a sua empresa e fazer esses leads passarem por todas as etapas do funil de venda até estarem prontos para se tornarem um cliente, e depois, clientes satisfeitos e fidelizados.

Fonte: Originalmente publicado 28/06/2016 – https://br.hubspot.com/blog/marketing/o-que-e-inbound-marketing

O Inbound marketing, em uma tradução literal para o português poderia ser chamado de ‘marketing de entrada’, mas também tem sido conhecido por alguns como ‘marketing de atração’ ou o ‘novo marketing’. O Inbound é uma estratégia inovadora que rompe com os antigos conceitos de marketing e traz uma nova visão de trabalho, que se baseia em […]